domingo, 4 de outubro de 2015

Livro - O Pequeno Príncipe




"Hello guys! Hoje vim falar sobre um livro que eu terminei de ler agora pouco e que mexeu muito comigo, então eu tive que fazer uma resenha!


Sinopse:

O Pequeno Príncipe - Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida. Com essa história mágica, sensível, comovente, às vezes triste, e só aparentemente infantil, o escritor francês Antoine de Saint-Exupéry criou há 70 anos um dos maiores clássicos da literatura universal. Não há adulto que não se comova ao se lembrar de quando o leu quando criança. Trata-se da maior obra existencialista do século XX, segundo Martin Heidegger. Livro mais traduzido da história, depois do Alcorão e da Bíblia, ele agora chega ao Brasil em nova edição, completa, com a tradução de Frei Betto e enriquecida com um caderno ilustrado sobre a obra e a curta e trágica vida do autor.


OPINIÃO:
Contém spoilers

"Eu peguei esse livro emprestado de uma amiga, eu simplesmente vi ele lá na estante dela e pensei "Eu sempre quis ler esse livro, vou pedir emprestado". No caminho de volta pra casa, li a orelha do livro e me apaixonei de primeira. Sim, eu fui lendo no meio da rua. E a cada página fui me apaixonando cada vez mais.
Logo no começo, já me emocionei quando o pequeno príncipe fala sobre fazer amigos e tudo mais (no final do post colocaria as minhas frases favoritas), além de que o nosso amigo piloto fala sobre coisas que eu sempre notei sobre "as pessoas grandes". Acho que para ler esse livro precisa de um pouco de maturidade mental para entender o real sentido, mas claro que o livro também deve ser lido por crianças, mas se você leu esse livro apenas quando criança enho certeza de que quando ler agora vai vê-lo de outra forma.

Minha visão sobre alguns pontos do livro:

O livro retrata muito a visão das pessoas quando tornam-se adultas, de como se deixam levar pelo mundo e pelas coisas. Deixam de acreditar em coisas importantes e deixam de sentir coisas importantes. As vezes as pessoas passam a vida trabalhando para ter coisas materiais sendo que o "essencial é invisível aos olhos".
Outro ponto que eu notei do livro é que ele mostra a partir de experiências do pequeno príncipe como deveríamos viver. A experiência que ele teve com a flor, mostrou que não devemos nos deixar manipular pelas pessoas e que as vezes essas pessoas nos tratam assim por orgulho, e não dão valor ao que fazemos a elas. Sobre a raposa, mostra que mesmo o amor resultante em um final triste (que seria a separação), devemos amar sem medo, mas cuidado porque "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas". Também o modo de ver as coisas, com algum sentido ou sentimento, devemos nos apegar a sentimentos bons ou ate mesmo ruins porque é isso que nos tornam humanos, não são números, não é o dinheiro, não é nada fútil nesse mundo que nos faz feliz. O que nos torna felizes são os amigos, as aventuras, os sentimentos e tudo que com eles vem junto.


Bom, eu poderia falar mais de um monte de pontos que eu consegui ver neste livro, mas o post iria ficar longo demais. Mas deixo um aviso de que se tu lês este livro com o coração aberto e notando cada detalhe, ele mudará sua visão da vida. Ele mudou a minha.

FRASES E REFLEXÕES:









Nenhum comentário:

Postar um comentário